terça-feira, fevereiro 24, 2009

Alberto caeiro



Comentário
“É preciso de vez em quando ser infeliz/ Para se poder ser natural.”

Alberto Caeiro

Fernando Pessoa define Alberto Caeiro como um poeta bucólico e de espécie complicada.

De facto, o “mestre” de Pessoa e de todos os heterónimos é um poeta da natureza que valoriza as sensações. Só se interessa por aquilo que lhe é transmitido pelas sensações e, como tal, procura usufruir da natureza com despreocupada sensualidade.

Por outro lado, Alberto Caeiro condena o sentimento em excesso, uma vez que este pode conduzir ao pensar e ele recusa o pensamento (“ Pensar é estar doente dos olhos”). Para Caeiro, a única maneira de se poder sentir verdadeiramente é não pensando. E para se ser natural, é necessário saber moderar as emoções.

Desta maneira, para se ser natural e sentir verdadeiramente, deve-se ser infeliz, ou pelo menos, não muito feliz. Para aproveitar toda a variedade que a natureza tem para dar, é preciso não exagerar a nível sentimental.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial